Um desejo, uma oração

Eu já sei o que eu quero:
uma janela para o céu.
Sempre aberta.
De onde eu possa olhar as estrelas
e correr ligeiro atrás delas.

Mamíferos

Dona mãe me apareceu do mercado com nada mais, nada menos do que 108 litros de leite, em 9 caixas: 1 de leite integral para a faixineira, 1 de leite integral para a casa dos netos-nora-filho e o resto aqui pra casa (1 de leite integral, 3 de leite semi-desnatado e 3 de leite desnatado). Porque o preço tava bom, ela disse.

Essa nossa intolerância à lactose é um problema.

Talvez outra hora

Faz tempo que eu penso num assunto e remoo, como bom ruminante que sou, algo que na verdade só me diz respeito: por que eu insisto? Na verdade, eu quero falar mesmo é de fidelidade.

Sete e sete são quatorze, com quais sete, vinte e um…

Madame pediu que eu sambe. Pra que discutir com Madame? ;)

Sete coisas que tenho que fazer antes de morrer:
1. Viajar o mundo; 2. Ter pelo menos uma casa minha, sem aluguel; 3. Reatar alguns laços e aprender a desencanar de outros; 4. Escrever e/ou fotografar a sério; 5. Ser (e fazer) alguém muito feliz; 6. Cantar e/ou reger mais; 7. Não salvar o mundo, mas um pedacinho que seja.

Sete coisas que mais gosto:
1. Amar; 2. Rir; 3. Comer; 4. Música; 5. Viajar; 6. Beijar; 7. Abraçar.

Sete prazerers fúteis:
1. Brinquedinhos tecnológicos; 2. Acessórios de qualidade; 3. Roupas; 4. Perfumes; 5. Comprar presentes (pra mim ou pros outros); 6. Um bom restaurante; 7. Um bom carro.

Sete coisas que mais digo:
1. Eita! (E sua variação: Eita porra!); 2. Vamos combinar? 3. Amore; 4. (Uma meia dúzia de palavrões, alguns bem cabeludos); 5. Então; 6. Beijo; 7. Amo você (obviamente, sempre, mas somente quando o contexto existe).

Sete coisas que faço bem:
1. Beijar; 2. Massagem; 3. Cuidar; 4. Ouvir; 5. Captar detalhes; 6. Lembrar; 7. Reger e cantar.

Sete coisas que não faço:
1. Fumar; 2. Usar drogas; 3. Brincar com o sentimento alheio; 4. Me envolver sem confiança; 5. Me envolver pela metade; 6. Matar bicho; 7. Não sei.

Sete coisas que me encantam:
1. Sorriso; 2. Brilho nos olhos; 3. Gentileza; 4. Devoção e lealdade; 5. Amor e carinho; 6. Música; 7. Natureza.

Sete coisas que eu odeio:
1. Miséria (qualquer uma, do bolso, da mente ou da alma); 2. Covardia; 3. Grosseira; 4. Deslealdade, traição; 5. Egoísmo, mesquinharia; 6. Indecisão; 7. Descuido.

Mais Sete:
1. Marie; 2. Gábis; 3. Luca; 4. Sheilinha; 5. Beth; 6. Ronaldo; 7. Guiu.

Que parada é essa?

Tanto se diz, tanto se fala; uns defendem, outros atacam. Há os que parecem querer repensar o próprio preconceito se justificando e dizendo que a pessoa pode ser o que bem entender, mas não precisa ficar alardeando aos quatro ventos — o famoso “seja, mas longe de mim”. Mas tem também os que não querem apenas ser, querem acontecer — de preferência perto dos primeiros.

Tem os que não gostam de se misturar porque têm medo, dos dois lados. E tem ainda os que gostam mesmo é da bagunça, querem festejar ou uma boa desculpa pra cair na vida.

Eu acho tudo uma bobagem, sabe? O importante mesmo é o que você tem na cabeça. Em dia de chuva, principalmente. :P